Coluna Ralph Peter

Livros em Revista – Ralph Peter

Caminhando, Cantando e Contando – IV…Marcello LaranjaMatarazzo – O Marcello é dessas pessoas com quem ficamos horas conversando e jamais ficamos sem assunto. Nesta obra recheada de boas fotos que comprovam seu excelente trânsito em todas as rodas, há sempre boas e memoráveis histórias pelos quadrantes brasilis. Sua leitura equivale a bons momentos de botequins, como aliás é a sua preferência. Além de bon vivant, é também ótimo relações públicas, título atestado pelas fotos apresentadas. Sua maneira clara de escrever e relatar “causos” é absolutamente empática, causando vontade de vivenciar as passagens, ser seu amigo. Em suma, uma deliciosa leitura.

 

 

Deu Match!Carolina Vila NovaLiterare – O cenário desse romance é um ambiente de aplicativo que pretende unir pessoas. Há de tudo na obra, muito bem ficcionada, assim como há na realidade. São treze crushes, um amor e um livro. Todos os perfis imaginados ou não, aparecem. Desde um “cara legal” até pervertidos. Uma verdadeira e boa “mistureba” que seguramente levará o leitor ou leitora ao delírio, tanto pelo seu lado sensual, quanto pelo interessante aspecto cômico. Entretenimento garantido!

 

 

 

 

+ Amor – MedoRicardo MendesSim à Vida – O autor é docente internacional de xamanismo e constelações familiares; vários livros editados, sempre voltados a facilitar e oferecer meios para que as pessoas encontrem equilíbrio e propósito de vida. Nesta obra o leitor encontrará ferramentas para seu ideal direcionamento na busca plena felicidade. Pergunta-se: O que é/representa a tão buscada felicidade”? O mestre dá muitas e valiosas dicas para tal consecução. Basicamente temos três pilares para abertura do caminho, denominados “As três concordâncias”, a saber: Concordar com o mundo como ele é, Concordar com o outro como ele é e, Concordar comigo como eu sou. Parece fácil, mas são conceitos dotados de uma incrível profundidade. Claro, também não é assim, “tãooo” difícil, todavia, requer foco, clareza e principalmente espirito aberto. Seu cunho é por demais oportuno para ingresso em um novo período de calendário e “mexer” com nossas vidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
%d blogueiros gostam disto: