Coluna Ralph Peter

Livros em Revista – Ralph Peter

Adeus Moscou Heitor de Moraes – (Matéria Livre)Uma requintada ficção internacional, continuação do excelente “Os contos de Givenchy Declair”, que recomendamos seja lido, para melhor entendimento de sua sequência. Normalmente os continuados tem a tendência de perder seu brilho; são quase uma “forçação de barra”, chatos! Felizmente não é o caso dessa série.  O casal protagonista mudou-se para a Rússia. Imaginem o quase trauma de abandonar Paris para enfrentar a gelada e obscura Rússia, adquirir nova identidade, para apagar um passado que insiste em manter-se presente. Acontecimentos de um pesado bastidor obriga-os a percorrer boa parte do mundo – até ao Brasil, dão uma passadinha – em busca de soluções e definitivamente eliminar “fantasmas”. Mais uma intrigante obra desse autor que vem firmando-se como o mestre brasileiro do romance policial, neste com nuances políticas também. Está prontinho para cinematografia. Tomara!! Devido sua riqueza de detalhes, prende o leitor da primeira à última página, fazendo-o sentir-se integrante da narrativa.

 

  

A Arte da Guerra na Política Barbara Strobl – (Lura)A autora elencou o que julgou principal das obras: “A arte da guerra” e “As 48 leis do poder” para elaborar a sua, que engloba de maneira bastante prática, política; administração; psicologia, e demais componentes inerentes à vida e sobrevivência humana. E o fez com uma galhardia impressionante. O leitor de qualquer faixa etária ou grau de instrução obterá valiosos ensinamentos em seus capítulos. Não são linhas piegas, antes, tudo eleva. Voltado para pessoas que desejem autoconhecer-se, melhorar relacionamentos e/ou ampliar conhecimentos.

 

 

 

 

Verdades que Ninguém Te Conta – (Editora Mol) – Edição especial para mulheres que buscam a maternidade ou que a recém conquistou. Normalmente a sociedade, nossa e de várias etnias, dão ao âmbito maternal uma aura resplandecente, sem problemas. Esta obra tem o condão de mostrar lados dessa jornada, muitas vezes despercebidos, “escondidos”. Um gesto magnânimo indubitavelmente. A maternidade simboliza o auge amoroso que uma mulher – e casal – poderá atingir. Nessa obra são elencados 30 depoimentos de mães que expõem suas agruras e delícias, bem como imediatos comentários de profissionais pediatras, psicólogos e quetais, agregando informações. Numa redação bastante empática com excelentes ilustrações, consegue seu intento. Detalhe importante: A editora destina sua arrecadação para entidades voltadas ao amparo e informações de parturientes. Um belo gesto. Para informações: contato@editoramol.com.br

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »
%d blogueiros gostam disto: